Respeito

Fora de qualquer suspeita

“Tão estranho carregar uma vida inteira no corpo, e ninguém suspeitar dos traumas, das quedas, dos medos, dos choros…“

Caio Fernando Abreu

Quando eu quiser…

“Sou companhia, mas posso ser solidão… Tranquilidade e inconstância, pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser.”
Clarice Lispector

tic…tac…tic…tac…

“O Homem sonha com a eternidade,
mas não sabe o que fazer em uma tarde de domingo…”

 

Com que pernas eu devo seguir?

“Ah, se já perdemos a noção da hora
Se juntos já jogamos tudo fora
Me conta agora como hei de partir
Se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios
Rompi com o mundo, queimei meus navios
Me diz pra onde é que inda posso ir
Se nós, nas travessuras das noites eternas
Já confundimos tanto as nossas pernas
Diz com que pernas eu devo seguir[…]”

Chico e Tom

Saudade

“A saudade pode ser tão prazerosa que por vezes
beira à poesia…”

 

Olhos

De que matéria abstrata são feitos os olhos, para possuirem o poder do mistério?
O que há neles que trazem à margem todo sentimento que se tenta esconder?
E que outra parte do corpo pode ler ou desvendar segredos
não revelados pelos lábios?
De alguns, é possível até ver a alma.
Mistérios, segredos, sonhos, dores e amores
Tudo desvendado no encontro de olhos…
do blog Poeta de Rua